Corredor Metropolitano ligará Ferraz de Vasconcelos a Arujá,passando por Poá e Itaquaquecetuba na região Alto Tietê

Para Filló, Corredor Metropolitano é sinônimo de desenvolvimento

Durante audiência pública realizada na noite de ontem (6 de fevereiro) em Ferraz de Vasconcelos para apresentação do empreendimento de mais de R$ 337 milhões, prefeito do PSDB comemorou o avanço do projeto, que vai atender 42 mil usuários por dia

 O prefeito de Ferraz de Vasconcelos, Acir dos Santos, o Acir Filló, participou na noite de ontem (6 de fevereiro) da audiência pública promovida na cidade pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) para tratar sobre o Corredor Metropolitano. O projeto viário vai ligar Arujá a Ferraz, passando ainda por Poá e Itaquaquecetuba. Durante os trabalhos, o chefe do Poder Executivo ferrazense não economizou elogios ao empreendimento, que vai receber investimentos na ordem de R$ 337 milhões e terá capacidade para atender R$ 42 mil usuários por dia. Assim como os municípios de Itaquá e Arujá, Ferraz também abrigou audiência pública para discutir os detalhes do mais novo projeto viário do Governo do Estado de São Paulo. O encontro foi realizado no Rotary Club da cidade (avenida Brasil, 121, Vila Corrêa) e reuniu mais de 200 pessoas, entre representantes da sociedade civil organizada, munícipes e autoridades. Os trabalhos foram conduzidos pelo diretor-superintendente da EMTU, Joaquim Lopes da Silva Júnior, e pelo secretário estadual de Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes.Na oportunidade, foi detalhada a mais nova alternativa de transporte coletivo sobre pneus que vai beneficiar diretamente o Alto Tietê, interligando as regiões centrais de quatro importantes cidades, Arujá, Itaquá, Poá e Ferraz. Segundo a EMTU, o empreendimento terá 13,7 quilômetros entre Arujá e Itaquá, além de mais 7,4 quilômetros de Itaquá até Ferraz. O projeto receberá investimentos de R$ 337 milhões e vai atender em média por dia 42 mil usuários que dependem do transporte coletivo rodoviário.O cronograma do traçado prevê a contratação dos projetos básico e executivo já no primeiro semestre deste ano. O início das obras está previsto para o primeiro semestre de 2014. O prazo de conclusão é de 18 meses. Depois do Corredor Metropolitano pronto, a EMTU pretende reduzir de 70 para 50 minutos o trajeto feito de Arujá a Ferraz, já que a velocidade dos ônibus aumentará de 18 quilômetros por hora para 25 quilômetros por hora. Em determinados trechos do empreendimento, haverá integração com as linhas 11 e 12 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) e com o Corredor Leste, que ainda será construído. Durante seu pronunciamento na audiência pública realizada nesta quarta-feira em Ferraz, Filló disse estar “muito feliz e satisfeito” com o fato de a cidade que administra desde o dia 2 de janeiro de 2013 ser contemplada com o Corredor Metropolitano: “Rendo minhas homenagens em nome de Ferraz ao governador Geraldo Alckmin (PSDB), pois com sua mão firme e as de seus secretários estaduais, bem como com o apoio do deputado Estevam Galvão de Oliveira (DEM), investimentos estão chegando a nossa cidade. O Corredor Metropolitano fará com que o município dê um grande passo rumo ao desenvolvimento. Invista em FERRAZ de VasconcelosÉ, sem dúvida, um ganho extraordinário”, comemorou o gestor tucano. O encontro promovido ontem também contou com a participação do vice-prefeito de Ferraz, José Izidro Neto (PMDB), que também responde pela pasta de Habitação, do chefe de Gabinete de Filló, o advogado João Roque, de demais secretários municipais e vereadores.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s